m
ARTIGOS, EVENTOS & NOTÍCIAS

Academia Imoto

Na entrevista a seguir com RAY CROCKETT, o criador do BEYOND CHESS, nos aprofundamos na origem e no futuro desta nova maneira de jogar este antigo jogo.

No passado, apenas peças e peões eram movidos no xadrez. Isso mudou no BEYOND CHESS, a variante em que uma casa vazia no tabuleiro também é deslocada após cada lance.

Beyond Chess

ENTREVISTADOR: Boa noite, Ray! Primeiramente, gostaria de agradecer a você por me conceder esta entrevista. Jogo BEYOND CHESS com você e outros jogadores desde setembro de 2021 e a cada partida estou descobrindo novas estratégias, táticas e conceitos inéditos!

Um dos aspectos mais interessantes de BEYOND CHESS é que os jogadores começam a calcular seus primeiros lances antes mesmo da abertura, analisando o próprio tabuleiro de casas móveis. Já compus alguns tabuleiros do BEYOND CHESS e sempre tenho a sensação de que estou criando um labirinto em forma de mandala cheio de caminhos diferentes em direção a um xeque-mate que pensei que nunca seria possível! Você poderia comentar um pouco mais sobre este tópico?

RAY CROCKETT: Muito obrigado por esta oportunidade de discutir BEYOND CHESS. A característica mais marcante do BEYOND CHESS é o Tabuleiro Cinético (patente pendente), um tabuleiro composto de casas individuais que podem ser manipuladas como parte da jogabilidade e estratégia de jogar BEYOND CHESS. Isso adiciona várias novas dinâmicas ao xadrez que criam possibilidades ilimitadas em muitos níveis. Como o tabuleiro é feito de quadrados individuais que são colocados juntos em um layout para iniciar um jogo, os jogadores não estão limitados ao tradicional tabuleiro de 8×8 casas. Cada novo design de tabuleiro oferece seus próprios desafios estratégicos que os jogadores devem explorar. Isso geralmente força os jogadores a adotarem uma abordagem mais comedida até mesmo no primeiro movimento, já que o melhor movimento pode ser diferente de um tabuleiro para outro. A capacidade de jogar em tabuleiros ilimitados mantém os desafios novos e criativos à medida que os jogadores exploram as possibilidades ilimitadas do universo do xadrez. Outro fator chave para o tabuleiro móvel é o significado estratégico de poder deslocar uma casa e mover os espaços vazios onde não há um quadrado, chamado “Rift” (Fenda). Como as peças não podem pousar na fenda e apenas o Cavalo pode pular sobre ela, as peças devem jogar em torno das fendas à medida que o tabuleiro muda de forma, adicionando níveis de estratégia ao jogo nunca antes vistos. A ideia era imitar mais de perto o campo de batalha moderno em constante mudança.

Beyond Chess

ENTREVISTADOR: Você criou o BEYOND CHESS em 2001 enquanto servia no Corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos. Quais foram as influências dessa experiência na guerra moderna que o inspiraram a criar o BEYOND CHESS? E quais os benefícios que os jogadores tradicionais de xadrez podem ganhar jogando BEYOND CHESS? No meu caso, minha visão do tabuleiro tradicional de 8×8 casas fixas aumentou muito e agora consigo localizar melhor aquelas peças e peões que costumavam passar despercebidos em determinadas áreas do tabuleiro até o momento em que eram ativados para minha surpresa! Blunders e imprecisões no xadrez tradicional ocorrem quando movemos (ou deixamos de mover) certas peças e peões na ordem correta, mas no BEYOND CHESS até mesmo o lance correto com uma peça ou peão ainda pode se converter em um erro se escolher arrastar a casa errada ou deslocar a casa certa para a direção errada.

 

RAY CROCKETT: Fui influenciado pelo treinamento que recebi no Corpo de Fuzileiros Navais. O xadrez tradicional é baseado em táticas de guerra centradas em torno de dois exércitos opostos que se encontram e manobram em um campo aberto de batalha. Isso se deve em grande parte à limitação logística da época. Esse estilo de batalha foi praticamente a norma ao longo da história até que os avanços modernos em armas e transporte forneceram um ambiente mais dinâmico que está em constante mudança. Os fuzileiros navais treinam para se adaptar a ambientes em mudança, e é por isso que eles são uma força tão formidável. O Tabuleiro de Xadrez Cinético fornece um ambiente que imita mais de perto o campo de batalha moderno em constante mudança, porque não apenas cada jogo pode começar em um ambiente diferente, mas também estará mudando constantemente à medida que você joga, o que faz com que não apenas manobrar as peças seja parte da estratégia, mas também manipular o próprio ambiente. Um ótimo exemplo é construir ou explodir uma ponte para afetar a mobilidade de uma força de combate. Quando uma casa é deslocada no BEYOND CHESS, é como uma ponte sendo construída em um local e destruída em outro. Em combate, não basta simplesmente manobrar suas tropas em um campo de batalha, o próprio campo de batalha está em constante mudança e afeta a eficácia dos exércitos. Quando eu estava no Iraque, minha unidade deveria usar uma ponte para atravessar para Bagdá. Quando chegamos lá, a ponte estava destruída e tivemos que manobrar para encontrar uma rota diferente. Deslocar uma casa representa essa dinâmica muito importante. E, assim como no combate real, você deve planejar para ter certeza de ter uma avenida de ataque enquanto nega uma ao seu oponente. Se você não for cuidadoso, você pode deixar suas tropas presas atrás das linhas inimigas mudando a casa errada. BEYOND CHESS é realmente o desafio final da estratégia de xadrez, porque você não pode confiar na estratégia dos livros didáticos para jogar; você deve se adaptar a um campo de batalha em constante mudança e controlar o caos da guerra para dominar seu oponente. É amplamente conhecido nas forças armadas que nenhum plano sobrevive ao primeiro contato com o inimigo (Helmuth von Moltke, 1871), e isso não é mais verdadeiro do que no BEYOND CHESS. O vencedor é o mais adaptável, não o mais planejador.

Xeque-mate de Cavalo!

ENTREVISTADOR: Isso é fascinante porque, depois de mais de 1.500 anos de história do xadrez, nenhuma outra variante sequer considerou jogar com as casas do tabuleiro!

Outra questão sobre o conceito original do Tabuleiro Cinético do BEYOND CHESS. Embora existam tabuleiros do BEYOND CHESS com 64 casas, existem outros com menos e outros com mais casas. Como encontrar a proporção ideal de casas, peças e peões para compor um tabuleiro com máxima jogabilidade? À medida que construo novos tabuleiros e jogo BEYOND CHESS neles, sinto que nem estou tocando a pele desse gigante! As novas táticas, estratégias e princípios que encontramos em cada jogo nos mostram que estamos diante de uma criatura que superou as expectativas de seu criador!

RAY CROCKETT: Nem todos os designs e layouts de tabuleiro são criados iguais no BEYOND CHESS. Cada design de tabuleiro certamente oferece desafios completamente diferentes, e mesmo as menores mudanças em um design podem alterar significativamente a dinâmica do jogo. Há vários fatores a serem considerados ao projetar um novo tabuleiro que funcionará bem. Primeiro, independentemente de seu tamanho, um tabuleiro de BEYOND CHESS típico deve ser equilibrado, com as mesmas peças e casas em cada lado do tabuleiro. Em outras palavras, cada lado do quadro deve ser uma cópia espelhada do outro lado. Isso garante um jogo equilibrado para começar. Outro fator é a proporção de casas para as fendas e as peças. Se você tiver poucas casas, as peças podem não ser capazes de se mover de forma significativa. Isso não quer dizer que o tabuleiro não seria jogável, mas pode ser muito restritivo para ser um tabuleiro realmente viável. Acho que os tabuleiros com mais de 64 casas fornecem a experiência mais verdadeira de xadrez e um número equilibrado de opções de movimento para tornar o jogo competitivo. Tabuleiros menores com menos de 40 casas tendem a se parecer mais com quebra-cabeças de xadrez, e tabuleiros maiores com mais de 70 casas parecem mais épicos, e podem levar mais tempo para serem jogados. Mas com tantas opções, há algo novo para todos os gostos.

Eu projetei tabuleiros que simplesmente não eram jogáveis ​​porque o número limitado de casas não oferecia opções estratégicas suficientes que davam a um jogador uma vantagem distinta sobre seu oponente. No entanto, com alguns ajustes, um design de tabuleiro pode ser jogável, talvez removendo algumas das peças ou algumas fendas para permitir mais opções de movimento. Mas acredito que qualquer tabuleiro pode ser jogável se a proporção certa de peças/casas/fendas for encontrada, e encontrar essa proporção para um novo design de tabuleiro faz parte do processo criativo. O design de um tabuleiro de xadrez não é apenas uma arte, mas também requer algum pensamento e planejamento para garantir uma experiência desafiadora e única.

Mas no final do dia, com tantas opções e possibilidades, você nunca ficará sem desafios divertidos de xadrez para explorar e descobrir enquanto joga BEYOND CHESS. BEYOND CHESS é a única variante que oferece uma experiência de xadrez tão rica e dinâmica. Outras variantes são limitadas ao design do tabuleiro em que são jogadas: joga-se no tabuleiro e não com ele. Essa é a maior diferença, e que estamos apenas começando a entender e apreciar.

Beyond Chess

ENTREVISTADOR: O aplicativo BEYOND CHESS DIGITAL será lançado em breve e haverá partidas em que o adversário será uma engine (um software). Se este programa jogar tão bem com peças e peões como com as casas e tiver a força de cálculo de um Stockfish a cada turno, então será um adversário realmente poderoso! Você poderia comentar mais sobre BEYOND CHESS DIGITAL e o que o futuro reserva para os jogadores de xadrez?

RAY CROCKETT: Este é um momento muito emocionante para o xadrez. O amado jogo está finalmente recebendo a sequência adequada que esperava há 1.500 anos. O xadrez moderno está sendo dominado. Cada movimento foi calculado e jogado inúmeras vezes de forma rotineira. O BEYOND CHESS não oferece apenas uma maneira nova de jogar, é renovado a cada vez que você joga, nunca é o mesmo duas vezes. BEYOND CHESS DIGITAL não apenas permitirá que os jogadores explorem o universo do xadrez com uma liberdade nunca imaginada, mas nosso novo software se adaptará e proporcionará um desafio nunca visto antes para todos os níveis do jogo. Os jogadores também poderão jogar contra outros ao redor do mundo, construir seu ranking no BEYOND CHESS e subir na tabela de classificação internacional. Além do BEYOND CHESS DIGITAL oferecer mais de 150 designs de tabuleiro exclusivos, o aplicativo também oferecerá um módulo de construção para projetar seu próprio tabuleiro e layouts com possibilidades quase infinitas.

E o BEYOND CHESS não se limitará ao aplicativo digital. Logo após o lançamento oficial do aplicativo, lançaremos conjuntos oficiais do BEYOND CHESS com o Tabuleiro Cinético para trazer o jogo para a mesa da sua sala. Em seguida, lançaremos a BEYOND CHESS FEDERATION com clubes e torneios internacionais que oferecerão todo o ambiente comutativo da USCF (Federação de Xadrez dos Estados Unidos) e da FIDE. BEYOND CHESS oferecerá a toda uma nova geração de jogadores a oportunidade de deixar sua marca no mundo do xadrez como nunca antes. Estamos ansiosos para ver quem se tornará o primeiro Grande Mestre e Campeão Mundial do BEYOND CHESS.

 

ENTREVISTADOR: Ótima notícia, Ray!

A constelação de lances com peças, peões e deslocamentos das casas, abrindo e fechando fendas, faz do BEYOND CHESS um verdadeiro desafio a cada turno! Portanto, é mais importante reconhecer mil padrões de posicionamento das peças e dos peões, bem como das casas e fendas, do que memorizar dez mil aberturas e táticas. Este provavelmente será o futuro do aprendizado do xadrez! Além de inúmeras armadilhas e da possibilidade de uma reviravolta repentina nas partidas, a maioria das táticas e estratégias do BEYOND CHESS ainda são desconhecidas. Que conselho você daria para os jogadores que decidirem se aventurar neste novo território desconhecido do BEYOND CHESS?

RAY CROCKETT: A primeira chave é entender a relação entre as peças, o tabuleiro e as fendas, os três elementos, ou forças, se preferir. As peças são seus exércitos, o tabuleiro representa o campo de batalha, com uma ponte que eles podem atravessar. O “Rift” (fenda) representa a parte do campo de batalha que não pode ser ocupada, como uma ponte destruída. Os três elementos afetam o jogo igualmente. Um bom jogador de BEYOND CHESS será aquele que mais efetivamente manipular esses três elementos rumo ao xeque-mate. Não é apenas desafiador e divertido, mas também é como assistir a uma obra de arte viva enquanto você joga. O campo de batalha evolui à medida que o combate entre as mentes se desenrola como uma elegante dança de guerra. É realmente o derradeiro desafio de xadrez para a mente. Ele nivela o campo de jogo para quem pode vencer o outro.

Eu imagino uma comunidade de milhões de jogadores do BEYOND CHESS jogando partidas épicas, gravando-as como nós fazemos e publicando-as para compartilhar com o mundo. Todos os jogos não são apenas divertidos de assistir, mas é fascinante ver os efeitos visíveis do combate no campo de batalha à medida que o tabuleiro evolui. É uma espécie de arte viva que por acaso é o melhor jogo de xadrez que você já jogou!

Isso abre a oportunidade para toda uma nova geração de jogadores de xadrez criar novas estratégias e táticas usando os três elementos da guerra. Ele literalmente redefine o xadrez e permite que novas estratégias infinitas sejam descobertas, dominadas e compartilhadas. É xadrez em sua forma mais pura porque não se trata de memorização. Trata-se de realmente entender como as peças funcionam juntas, não importa qual seja a situação. No xadrez tradicional uma mesma situação pode se repetir várias vezes. Mas você nunca conseguirá jogar a mesma partida de BEYOND CHESS duas vezes. Será sempre uma nova experiência de xadrez. E cada tabuleiro oferece uma aventura totalmente inédita como um planeta novo no universo do xadrez. BEYOND CHESS é o seu portal para explorar este universo.

 

ENTREVISTADOR: Sem dúvida!

Como a marca do BEYOND CHESS é o deslocamento das casas, o par de Cavalos – devido à maior mobilidade desta peça, saltando sobre as fendas – superou o par de Bispos. A Dama preservou seu poder de fogo, embora possa ser encurralada e isolada nas bordas do tabuleiro. E o Rei tornou-se mais difícil de ser cercado à medida que as chances de afogamento aumentaram. Todas estas e outras particularidades deste jogo faz com que a dinâmica das partidas se acelere a níveis impensáveis! É por isso que você costuma dizer que Bobby Fischer teria adorado o BEYOND CHESS? Na visão de Fischer, a coisa mais importante no xadrez é a criatividade. Você poderia comentar um pouco mais sobre isso?

RAY CROCKETT: Pelo que li sobre Fischer, ele ficou entediado com o xadrez em seus últimos anos porque sentiu, como muitos entusiastas do xadrez concordam, que o xadrez foi dominado. Cada movimento foi calculado e todas as melhores linhas de ataque foram encontradas, nomeadas e jogadas inúmeras vezes. Os jogadores de xadrez estão constantemente debatendo sobre qual abertura ou meio jogo é melhor. Portanto, Fischer defendeu seu Fischer Random Chess (Chess960), para tornar o jogo mais espontâneo. No entanto, BEYOND CHESS leva esse conceito ao nível máximo, fazendo com que o formato do tabuleiro não apenas mude de jogo para jogo, mas de movimento para movimento. O xadrez é conhecido como um jogo muito repetitivo porque é jogado em um tabuleiro fixo de 8×8 casas. Outras variantes oferecem um novo formato de algum tipo, mas é isso. Você literalmente nunca conseguirá jogar da mesma forma em um mesmo tabuleiro duas vezes no BEYOND CHESS, então os jogadores devem confiar completamente em suas próprias mentes, em vez de sua memória de como os outros jogaram em tal e tal situação. Então, sim, acredito que Fischer teria adorado BEYOND CHESS.

A coisa mais incrível sobre BEYOND CHESS é que sempre parece que você está simplesmente jogando xadrez, mas de alguma forma em um fluxo completamente livre. É uma competição muito mais pura entre dois jogadores do que qualquer outra variante. O BEYOND CHESS ainda usa técnicas clássicas do xadrez como garfos, cravadas e espetos, mas estratégias de aberturas como a Ruy Lopez e a Defesa Siciliana não funcionam na maioria dos tabuleiros do BEYOND CHESS. Você deve descobrir isso em vez de jogar através de um padrão reconhecido. E se você começar a entrar em padrões em um tabuleiro específico, você sempre pode jogar em um outro tabuleiro e ter uma experiência totalmente nova no xadrez.

Beyond Chess

ENTREVISTADOR: Sim, e engines de xadrez como Stockfish, Komodo e Leela Zero mudaram para sempre a forma como o xadrez é jogado e entendido. Outra questão: uma das novidades originais do BEYOND CHESS é o empoderamento dos peões que Philidor considerava “a alma do xadrez”. Você poderia comentar sobre o movimento duplo “Geret”?

RAY CROCKETT: Gereting é a chave para manter os peões no jogo e dá a eles um superpoder: eles podem “montar” na casa em que estão e ocupar com ela uma fenda no tabuleiro. Eles não apenas podem andar na sua casa para a frente, mas também podem arrastá-la para a esquerda ou para a direita, e não há limite para o número de vezes que você pode fazer o lance Geret em um jogo. Os jogadores têm dois movimentos a cada turno, eles movem uma peça e, em seguida, deslocam uma casa desocupada. No entanto, no Geret um peão pode deslocar-se com a sua respectiva casa para a frente, para a esquerda ou para a direita (mas nunca para trás). Isso encerra o turno do jogador, pois fez os dois movimentos juntos.

Gereting oferece duas vantagens táticas. Primeiro, mantém os peões ativamente no jogo caso eles se deparem com uma fenda no seu avanço. Outras peças podem mudar de direção e são capazes de navegar em um tabuleiro de BEYOND CHESS com mais facilidade. Gereting permite que os peões atravessem uma fenda movendo-se com a sua casa. Em segundo lugar, uma vez que eles estão montando uma casa móvel, eles também podem se deslocar para a direita ou para a esquerda, o que lhes dá a capacidade de passar de uma coluna para outra. Isso faz com que Gereting seja um movimento muito poderoso porque pode mudar o poder no tabuleiro muito rapidamente. Um Cavalo em d4 pode estar ameaçando um peão em b3, mas se este peão fizer Geret para c3, então ele ameaçará o Cavalo. Você pode até usar Gereting para aplicar um xeque-mate. Gereting é uma das principais dinâmicas que fazem o BEYOND CHESS funcionar de forma tão elegante e equilibrada.

Beyond Chess

ENTREVISTADOR: Uma última pergunta. O xadrez desde seus primórdios é basicamente um jogo de caça e captura. E isso requer um rápido desenvolvimento das peças e peões para atacar a ala do Rei adversário. E defender com a mesma mobilidade. Esta estratégia básica é bem conhecida e rege todos os jogos tanto para jogadores amadores quanto para os grandes mestres. Mesmo as engines mais potentes seguem esses parâmetros, avaliando o valor das peças e casas para escolher as melhores jogadas. Em alguns tabuleiros, devido à colocação inicial do Rei e da Torre em fileiras separadas, da ausência da Torre ou do número de casas entre as Torres e o Rei, não há possibilidade de Roque para ambos os jogadores. Tal configuração requer novas estratégias e táticas para proteger e atacar os Reis. Você poderia comentar sobre essas e outras diferenças e semelhanças estratégicas entre o xadrez convencional e o BEYOND CHESS?

RAY CROCKETT: A dinâmica do tabuleiro em movimento no BEYOND CHESS guarda todas as novas táticas a serem desenvolvidas e exploradas, como um território inexplorado. O xadrez tradicional faz isso há mais de 1.000 anos e muitas estratégias e contra estratégias foram aperfeiçoadas e jogadas inúmeras vezes. Agora que o tabuleiro pode ser configurado em inúmeros formatos e está sempre mudando ao longo do jogo, as táticas tradicionais não funcionam necessariamente, mas muitas de suas lições e conceitos estratégicos mais amplos ainda podem ser aplicados. Garfos, espetos e cravadas funcionam muito bem no BEYOND CHESS, e podem ser ainda mais dramáticos e sorrateiros ao deslocar uma casa para revelar o ataque. Existem muitas novas táticas que agora estão disponíveis, como o Mate do Cavalo, o Mate do Bispo e o Mate da Torre, usando apenas uma peça para dar o xeque-mate, algo que você não consegue fazer no xadrez tradicional.

A estratégia no xadrez tradicional e outras variantes consiste em manipular as peças, já que o tabuleiro fica estático. No entanto, no BEYOND CHESS o tabuleiro e as fendas são tão importantes quanto as peças, dando três elementos distintos para manipular e desenvolver uma estratégia vencedora. A mudança de uma casa abre uma avenida em um local, mas a fenda também é deslocada e fecha uma avenida. Como gostamos de dizer, os caminhos para a vitória em um momento se tornam armadilhas para a derrota no momento seguinte. Você pode usar essa técnica para isolar peças e essencialmente prendê-las, forçando seu oponente a abandonar aquela peça ou gastar movimentos valiosos tentando libertá-la.

Controlar o centro ainda é muito importante, no entanto, com um campo de batalha em movimento, o centro pode mudar durante o jogo e você pode ter mais de um centro, assim como no combate moderno.

A única coisa que você perde do xadrez tradicional é a capacidade de jogar usando estratégias memorizadas e formuladas, mas o que você ganha é um universo totalmente novo de possibilidades a serem exploradas com potencial ilimitado. Os grandes conceitos de estratégia no xadrez ainda funcionam, e bons jogadores de xadrez são ótimos jogadores de BEYOND CHESS. Jogar BEYOND CHESS também é ótimo para desenvolver habilidades de análise, consciência espacial e muito mais.

O BEYOND CHESS não é um substituto do xadrez, no entanto, se você está achando o xadrez um pouco repetitivo às vezes e quer um novo desafio que nunca será entediante, o BEYOND CHESS é para você! No final das contas, o aspecto mais mágico do BEYOND CHESS é que continua sendo jogar xadrez, mas de um jeito muito mais divertido e desafiador!

Beyond Chess

ENTREVISTADOR: Os jogadores de xadrez podem estar curiosos sobre como anotar uma partida de BEYOND CHESS…

RAY CROCKETT: BEYOND CHESS pode ser anotado, o que o torna muito competitivo porque você pode gravar partidas, reproduzi-las, estudá-las e melhorar seu jogo. Além da notação ser quase idêntica à notação do xadrez tradicional, com apenas a adição da notação para o deslocamentos das casas e do Gereting. A chave para ser capaz de anotar qualquer formato e tamanho de tabuleiro é uma folha quadriculada com um diagrama esboçado da posição inicial de cada peça e casa nesta grade. Isso permite que alguém recrie um layout de tabuleiro específico e depois jogue usando a notação. A grade BEYOND CHESS se estende além das colunas tradicionais de A-H (…~c, ~b, ~a, a, b, c… f, ​​g, h, i, j, k…) e fileiras de 1-8 (… ~3, ~2, ~1, 1, 2, 3… 6, 7, 8, 9, 10, 11…). Há uma folha oficial de notação do BEYOND CHESS com uma grade para diagramar a configuração inicial. É tão fácil de aprender quanto a notação tradicional e qualquer pessoa que já saiba anotar um jogo de xadrez a entenderá imediatamente. A notação abrirá o caminho para aprender, estudar, ensinar BEYOND CHESS e competir em torneios de todos os portes. Também produziremos folhas de anotações pré-diagramadas para os tabuleiros oficiais do BEYOND CHESS, para os jogadores não precisarem esboçá-los todas as vezes.

Beyond Chess

ENTREVISTADOR: Obrigado, Ray! Agora, vamos para o nosso próximo jogo de BEYOND CHESS!

RAY CROCKETT: Obrigado, estou sempre ansioso para jogar com você! Embora BEYOND CHESS seja tão competitivo quanto o xadrez tradicional, em sua essência está o espírito de exploração do xadrez, permitindo que os jogadores experimentem o xadrez de maneiras infinitas. Isso mantém o espírito do xadrez fresco, novo e literalmente em constante evolução! GO BEYOND CHESS!

■ ■ ■

Para aprender sobre as regras simples do BEYOND CHESS e assistir partidas deste novo e fascinante jogo, visite os seguintes links:

GOBEYONDCHESS.COM (website oficial)

www.facebook.com/groups/681184066564051

www.facebook.com/gobeyondchess

 

E para jogar a versão Beta (teste) antes do lançamento mundial, baixe BEYOND CHESS DIGITAL na Apple App Store:

https://testflight.apple.com/join/nAkkIcVN

Beyond Chess

Envie um Comentário

Fechar

A Academia Imoto NÃO É uma franquia. Somos uma FAMÍLIA. Nossas principais modalidades e cursos são EXCLUSIVOS e orientados para turmas pequenas e aulas particulares com o objetivo de acelerar resultados com máxima economia de tempo e recursos aos nossos alunos e clientes.

Atendimento

Segunda à Sexta:
08:00 – 20:00

Sábado:
08:00 – 13:00

Siga-nos
Academia