Método Imoto

Método Imoto


NOVA E EVOLUCIONÁRIA CIÊNCIA DE REEDUCAÇÃO MARCIAL DO CORPO ATRAVÉS DO EFEITO SINOMOTOR

No MÉTODO IMOTO você desenvolve habilidades marciais de acordo com as suas necessidades (civil ou militar, esportivas, autodefesa, etc.), idade e biotipo, aprendendo a reeducar suas reações instintivas para aproveitar as características do ambiente, a descarga de adrenalina e os movimentos naturais e espontâneos de sobrevivência do corpo a seu favor.

Cada sessão de treinamento é planejada para testar seu estado de alerta e ampliar a consciência do seu espaço peripessoal através de técnicas de fluxo de forças com equilíbrio e precisão em cada postura e movimento.

O aprimoramento gradual de seus reflexos, da sua percepção sensorial, do uso da transferência do seu peso com fluidez, das suas alavancas e armas corporais, o deixarão preparado para controlar um confronto violento, seguindo um processo racional de treinamento onde a sua segurança e a sua saúde são respeitadas. Este aperfeiçoamento psicomotor também minimiza acidentes e as situações de risco no seu dia-a-dia, gerando agilidade, autoconfiança e espírito combativo.

No MÉTODO IMOTO cada Aprendiz treina dentro do seu próprio ritmo, pois suas manobras de fluxo de poder foram desenhadas para funcionar com eficiência mesmo se você não for um atleta ou não conseguir chutar acima da linha da cintura.
As aulas são informais e ao término de cada sessão de treinamento fazemos uma revisão do que foi praticado (feedback) bem como a sua aplicação na realidade.

A teoria guia a prática e a prática aperfeiçoa a teoria.

Ao visar a aquisição de habilidades letais (por isso o símbolo da caveira no MÉTODO IMOTO), é essencial resgatar e incentivar a sua espontaneidade para que você tenha autonomia no seu próprio treinamento. Logo, a prática do MÉTODO IMOTO não repete as mesmas respostas antigas para os mesmos problemas (didática tradicional), mas sim resolve problemas antigos e atuais de diferentes maneiras (método randômico), rompendo com os paradigmas tradicionais para encontrar soluções inovadoras.

 

DIDÁTICA MARCIAL

A PIRÂMIDE E O MOSAICO

Nas metodologias convencionais das artes marciais o currículo de técnicas, exercícios e manobras é estruturado como uma pirâmide construída a partir de um base: para atingir o degrau B você precisa primeiro subir até o A, e para conhecer o nível C você precisará antes passar pelo A e B, assim como precisará superar o A, o B e o C para chegar até o D, indo sucessivamente de um degrau a outro rumo ao topo...

Já no MÉTODO IMOTO você aprende desde a primeira aula a criar e desenvolver em seu corpo um novo reflexo postural para ser capaz de causar o EFEITO SINOMOTOR, a habilidade mental para Desequilibrar, Desorientar e Danificar (os três "D"s) um ou vários oponentes, sem o qual as técnicas e golpes de fluxo cinético dependeriam de maior força muscular, rapidez e vigor...

Nesta área do treinamento especializado, contexto é tudo.

Em vez de um sistema rígido e blocado de aprendizado e treino, o MÉTODO IMOTO adota uma teoria racional científica, a ser experimentada na prática livre e adaptada individualmente para ser melhorada em ciclos contínuos.

Os resultados a curto prazo são:

  • Fortalecimento do equilíbrio;
  • Aumento da soltura articular e da prontidão muscular;
  • Refinamento dos sentidos (especialmente do tato) e da percepção espacial (controle da distância e da zona estratégica);
  • Unidade corporal (Biotensegridade ou "Corpo Fechado").

Por isso, no MÉTODO IMOTO, em vez de uma pirâmide, o processo de treinamento é similar à montagem de um mosaico com uma imagem panorâmica: as peças podem ser adicionadas começando pelas bordas da figura, ou então pelo centro, ou por alguma outra área, de forma livre. No início não se visualizará bem a imagem, mas a medida que as peças vão se encaixando, uma parte da figura começará a se revelar. Continuando a adicionar mais peças, a imagem vai se ampliando e se tornará mais nítida e definida, até que haverá uma visão completa antes mesmo de concluir todo o mosaico. A partir deste ponto, a imagem só irá ganhar mais detalhes e nitidez com o encaixe das peças que restarem. Assim que aqueles vazios são preenchidos, a imagem se torna uma tela contínua e não fragmentada – e no final nem se parecerá com um quebra-cabeças.

Esta metodologia de ensino é estruturada em séries de exercícios isométricos e pliométricos para estabilidade dinâmica, movimento interconectado e impacto contínuo, com práticas individuais e em duplas de forma a acelerar o seu desenvolvimento no menor tempo possível.

SOMENTE AULAS PARTICULARES DIRETAMENTE COM O PROF. LUCIANO IMOTO, O IDEALIZADOR DO MÉTODO IMOTO E AUTOR DO ARTIGO CIENTÍFICO "A HIPÓTESE DOS 3 FORMATOS DE PODER E A TEORIA DO EFEITO SINOMOTOR" PUBLICADO NO LIVRO "CIÊNCIA APLICADA ÀS ARTES MARCIAIS - VOL. 2 " (OMP, 2018).